O Pagode da 27 é uma roda que acontece aos domingos, a partir das 16h, no Grajaú. No repertório, predominam sambas autorais de raiz e releituras de clássicos. A entrada corresponde a doação voluntária de 1 kg de alimento não perecível.

Merylin Esposi/ Samba em Rede

Créditos: Merylin Esposi | Samba em Rede

A roda acontece todos os domingos no Grajaú

Fundada no dia 26 de agosto de 2005, a roda surgiu a partir da reunião de sambistas na Rua Manoel Guilherme dos Reis - mais conhecida por Rua 27. Entre seus objetivos, estão a preservação das raízes do samba e a revelação de novos talentos.

Em 2010, o Pagode da 27 lançou seu primeiro trabalho, um disco com 17 faixas chamado "A Comunidade Chegou". O álbum tem composições próprias e trazem uma mescla de ritmos e referências que versam, com sutileza, sobre temas atuais como a desigualdade social e expõem um pouco da complexidade da vida na periferia.

Seu segundo álbum, "Filhos da Favela", veio em 2012, trazendo uma sonoridade mais abrangente e reforçando a bandeira das composições autorais. O registro conta com participações de Criolo, Reinaldo, Quinteto em Branco e Preto, Carica, Almirzinho e Luizinho SP. Atualmente, o Pagode da 27 está em fase de preparação de seu terceiro disco.

  • Escute Pagode da 27 no Spotify:

  • + entrevista:

Eliana de Lima: 'Os intérpretes deveriam ser mais valorizados'

Pagode da 27

27 Mai
a
09 Dez

De 27/05 a 16/12:  Domingos às 16:00

Pagode da 27
Rua Manuel Guilherme dos Reis, 500 Parque Grajaú São Paulo - SP
1 kg de alimento não perecível
add Google Agenda